XV Jornadas do NEHEP

nehep-min

Mais informações

Início
Eco-Doppler Carotideo e Vertebral PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Indíce do artigo
Eco-Doppler Carotideo e Vertebral
Página 2
Todas as páginas

Eco-Doppler Carotídeo e Vertebral

Exame complementar de diagnóstico, não invasivo, que através dos ultra-sons, permite avaliar em tempo real o estado anatómico e hemodinâmico da circulação extracraniana, nomeadamente das artérias carótidas (Comum, Interna e Externa) e artérias vertebrais.
O Eco-Doppler Carotídeo e Vertebral permite o estudo da doença aterosclerótica (caracterizando as placas ateroscleróticas e quantificando estenoses), aneurismas, angulações e outras patologias não ateroscleróticas, como arterites, dissecções etc.

Indicações:

• Hipertensão arterial;
• Diabetes;
• Doentes com patologia aterosclerótica comprometendo o sistema cardiovascular;
• Acidente Isquémico Transitório (AIT);
• Amaurose fugaz;
• Sopros na região cervical e principalmente na região carotídea;
• Acidente Vascular Cerebral (AVC);
• Follow-up de estenoses carotídeas;
• Follow-up de angioplastia carotídea e endarterectomia;
• Assimetria braquial da pressão arterial (>20 mmHg).

Limitações:

As limitações para o Eco-Doppler Carotídeo e Vertebral são poucas, contudo, existem algumas:

• Operador dependente
• Capacidade técnica do equipamento
• Doentes com pescoço curto, musculado
• Placas calcificadas com cone de sombra podem limitar a penetração dos ultra-sons limitando a
imagem de Doppler e B-Mode
• Doentes não colaborantes em estado confusional ou alterações do estado mental (Demência;
Alzheimer; etc.).

Realização do Exame